Tudo o que você precisa saber sobre Blockchain

Em uma década, apenas criptomoedas, como o Bitcoin, obtiveram crescimento exponencial do seu valor de mercado. A valorização não é mero efeito especulativo. Muito disso, se deve à tecnologia por trás do dinheiro virtual. Neste artigo, abordaremos tudo o que você precisa saber sobre Blockchain.

Tudo o que você precisa saber sobre Blockchain

Se você ainda tem pouca familiaridade com o conceito, saiba primeiro que esta é uma ferramenta para transações descentralizadas. Outra informação que você deve ter em mente é que o recurso não se trata de um serviço ou produto. O melhor comparativo para entendermos esta criação é a internet: uma ferramenta tecnológica de propósito geral.

Tudo o que você precisa saber sobre Blockchain: O que é esta tecnologia?

O Blockchain é um protocolo que funciona através de uma cadeia de blocos que atuam como bancos de dados compartilhados. Ou seja, é um índice capaz de armazenar informações sobre transações que podem ser acessadas por qualquer usuário.

Este livro com registro de atividade, no entanto, só vai exibir as negociações que aconteceram. Os detalhes das transações estão protegidos por criptografia e pela própria computação distribuída. A sua função primordial é tornar as operações mais confiáveis.

Na prática o Blockchain evita que certas falhas, como duplicação de cobranças, ocorram nas transações. Ademais, qualquer processo que ocorra dentro do sistema não pode mais ser alterado, o que dá maior confiabilidade à ferramenta. Este é a princípio da imutabilidade.

Como funciona o encadeamento de registros?

É neste procedimento que entram os blocos que dão nome ao protocolo. Neles, encontram-se escritos os registros. Cada bloco é encadeado com outro e protegido por criptografia, apresentando uma série única de caracteres que o identifica.

Esta sequência presente em um bloco também fará parte do seguinte. O que você precisa saber sobre Blockchain é que o processo descrito cria uma sequência temporal de registros. Assim atingimos a imutabilidade dos dados conforme descrito no tópico anterior.

Entenda melhor os princípios do Blockchain

Se você quiser entender melhor esta tecnologia, deve conhecer os seus princípios básicos. No total eles são cinco: peer-to-peer, descentralização, proof of work, consenso e sincronização.

O primeiro diz respeito à rede de transferência ponto-a-ponto que embasa a tecnologia. Basicamente, ela implica na transferência entre duas partes sem necessidade de interferência. A descentralização ocorre devido à corrente de blocos que compartilha os dados da transação. É este sistema que impossibilita ataques, já que os hackers precisariam violar cada bloco individualmente.

Proof of work, ou prova de trabalho, diz respeito à identificação única das transações. Além de serem criptografadas, elas incluem o horário exato de sua ocorrência. É impossível realizar alterações nestes registros. O consenso entre os participantes é o que valida as operações da rede.

Sendo assim, é preciso que elas sejam aceitas pela maioria dos envolvidos. É desta forma que podemos dispensar a necessidade de figuras centrais para regular o processo. A sincronização, por fim, significa que um membro que se desligue da rede aprovará um bloco maior de transações quando voltar a se conectar.

Quais as vantagens desta tecnologia?

Por se tratar de um processo de troca de dados altamente seguro e confiável, o Blockchain supera o uso original com que foi pensado. A tecnologia já ajuda empresas, por exemplo, na gestão de dados e na elaboração dos Smart Contracts.

A digitalização dos contratos tem se mostrado uma de suas possibilidades mais disruptivas. Com isto, é possível eliminar a mediação de entidades jurídicas na relação entre empresas, colaboradores, fornecedores e o consumidor. Isto é tudo o que você precisa saber sobre Blockchain.

Para adotar soluções de PD&I na sua empresa, confira os nossos serviços. Fale conosco através do formulário ou entre em contato por telefone para dúvidas e mais informações.

Top